La vulnerabilidad en la práctica docente

Sou participante do Ensina Brasil e estou em meu primeiro ano em sala de aula como professora.

Patricia Borges

Alumni Ensina Brasil

Fui profesora de Professora de Biologia y Ciencias

Uma das disciplinas que leciono é Biologia para uma das minhas turmas mais desafiadora, composta por 19 alunos do 2º ano do Ensino Médio, a maioria meninos cheios de vida, interessados em futebol, free fire, garotas e socializar no meio da aula, claro. As meninas, por sua vez, sendo minoria acabam sendo mais centradas em seus estudos, mais introspectivas e menos assíduas às aulas do que os meninos.

Meu maior desafio nesta turma tem sido manter todos interessados e motivados em estudar Biologia nos dois últimos horários das sextas-feiras, o último obstáculo que os separa do final de semana. Para conseguir isso, preciso encarar meus maiores críticos e minhas vulnerabilidades.

Meus alunos me cobram aulas menos expositivas, fazem comparações com outros professores, reclamam que estão cansados depois de toda a jornada da semana. Por dentro eu vibro com suas cobranças por um ensino melhor, mas ao mesmo tempo reconheço que ainda não possuo repertório didático o suficiente para atender aos seus pedidos, ainda mais quando meu próprio ensino foi expositivo.

Depois de um bimestre quebrando a cabeça, abri a guarda e expus minha vulnerabilidade. Conversei com a turma que sentia muito não conseguir atender aos seus pedidos, mas pedi paciência. Fiz o que devia ter feito antes, expus minha vulnerabilidade agora para a diretora (também bióloga) e para a rede de participantes do Ensina. O medo de me reconhecer como a professora que eu não queria ser me impediu de buscar ajuda na recriação da minha prática.

A resposta que eu recebi foi de apoio por todos os lados. Foram ideias, projetos feitos em sala de aula, diferentes abordagens dos temas, tantos compartilhamentos que me impulsionaram a repensar minhas aulas, o papel dos alunos e o meu e tentar recriar minha prática como docente. Ainda não sei no que vai dar essa mudança, o novo bimestre começa agora. Só sei que a sala de aula me fez perceber que se não encaramos nossas vulnerabilidades, talvez percamos oportunidades de crescimento e recriação.


Edición equipo CuenTeach

CuenTeach

CuenTeach

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Traducir